Sobre o artigo de Luís Fernando Veríssimo

LFV publicou um artigo no Estado de SP espinafrando a Igreja e se pondo de lado de Barack Obama (por cautela, caso haja alguma intromissão do Anjo Moroni, segundo ele).  O artigo tem uma ligeira defasagem no tempo (um pouco mais de 150 anos), data em que a Igreja publicou um manifesto proibindo a poligamia.  Mas tem mais, há um caldo de intolerância religiosa e de ignorância generalizada, onde se põe no mesmo liquidificador todas as religiões, como se todas fossem genocidas e atrozes.

Ignorância não é a característica de LFV, ele conhece bem os Estados Unidos e morou lá, assim, podemos atribuir os erros do artigo a lapsos de memória, talvez em função da idade, ou algo pior, o fato de que suas opiniões são mais motivadas por uma ideologia de esquerda do que em fatos.  Mórmons não são polígamos, nem toda religião é ruim, e (surpresa) Barack Obama também é religioso.  (para quem não se lembra seu pastor fez uma declaração desencontrada dizendo que Obama deveria se posicionar contra os brancos, o que resultou num rompimento de Obama com ele).

Não estou nem aí de LFV gostar ou não da Igreja, já ouvi muita bobagem sobre religião e essa não seria a última nem a pior.  O que me incomoda é que um candidato a uma eleição política seja desqualificado por pertencer a uma denominação religiosa.  Isso contraria os princípios básicos de uma democracia e das regras mínimas de tolerância religiosa.  É alto tão inaceitável quanto o preconceito racial.

O medo que os líderes da Igreja se intrometam nos assuntos da política é fruto de pura ignorância.  Vários mórmons já foram prefeitos, senadores, congressistas, governadores e ministros, e nunca houve qualquer ingerência da Igreja.  Isso jamais foi questionado por qualquer pessoa.

Muita bobagem, mas vamos nos acostumar com isso.

Anúncios

29 Comentários

Arquivado em Política, Religião

29 Respostas para “Sobre o artigo de Luís Fernando Veríssimo

  1. Jonathas Duda

    Obrigado Pelo seu artigo Mauro!

  2. Mariana

    Muito boa replica 🙂

  3. Maurício Camargo

    Mauro,
    Na minha opnião, a exposição pública traz à luz as mais diversas e secretas opniões – e não necessariamente as crias, que se por um lado causa incomodo o preconceito e a falta de acuracidade de alguns pontos de vistas, principalmente, aqueles de pessoas que admiramos – como LFV; por outro é uma oportunidade ímpar de esclarecer fatos, elucidar dúvidas e acabar com todo o folclore que cercam o tema dentro do espaço que se abre pelo interesse do público. Um ponto que deixo é: – Estamos preparados para fazer bom uso desse momento?
    Abraços,
    Maurício Camargo – Ala Tambaú/PB

  4. Solange Rodrigues

    Muito bem falado!!!!!!!!!!
    Solange

  5. Não vejo nenhum problema de pessoas envolvidas diretamente com instituições religiosas participem da política, pois isso não os exclui da população. O que eu acho é que eles devem governar conforme as leis dos homens, não com as de Deus. Tomar atitudes baseadas nos mandamentos de sua religião é inadmissível, estado laico, ética e tolerância para todos.

    • cristina

      Não seria bom se as leis dos homens fossem baseadas nas leis de Deus? Precisamos entender que o Grande Governante desta Terra é Deus e que aconteça o que acontecer a Sua vontade será sempre soberana.

  6. Janaina Sill

    Lamentavel o artigo desse jornalista. Vc sabe qual e a melhor maneira de enviar protesto pro jornal que imprimiu o artigo dele? Imagino que alguem ja deve ter feito isso, mas nos teveriamos todos escrever ao jornal pra que eles saibam como um jornalista tao experiente pode escrever um artigo tao sem verdade! Me avisa se souber o email. Abracos.

  7. Derby

    Desde criança aprendi na minha igreja que se obedeço as leis do meu pais nao terei problemas para obedecer as leis de Deus, pois se espera que tenhamos governantes que promovam o que é correto, e o que é correto nao pertence a nenhuma religião mas a principios eternos.
    Lamentável a publicação de Luis Fernando Verissimo sobre “o fator religião nas eleições americanas”. Se pelo menos tivesse uma TV a cabo, teria a resposta a todas suas duvidas e estaria melhor informado.
    Lamentável um homem aparentemente culto, estudioso, nem aproveitou viver em sua infância e adolescência nos EUA pois poderia ter conhecido lá no berço da religião mórmon qual é sua real doutrina e pelo menos ver que a liberdade religiosa é uma das vitorias dos povos civilizados tanto é que se registra nas regras de fé de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias numero 11 “Pretendemos o aprivilégio de adorar a Deus Todo-Poderoso de acordo com os bditames de nossa própria cconsciência; e concedemos a todos os homens o mesmo privilégio, deixando-os dadorar como, onde ou o que desejarem). Fonte:http://scriptures.lds.org/pt/a_of_f/1 ).
    Seria interessante ele trocar a visão de sua divertida trama do seu primeiro romance “O Jardim do Diabo”, pelo conteúdo serio dos sites abaixo relacionados sobre a Igreja Mormon saído desse jardim e ingressando no “Reino de Deus”.
    Mas como dizia Cervantes Saavedra no clássico Dom Quixote, “Ladran Sancho, señal que estamos cavalgando”.

    http://www.lds.org/broadcast
    http://www.byubroadcasting.org
    http://www.deseretbrasil.com
    http://www.mormon.org
    http://www.lds.org.br
    http://www.lds.org
    http://www.familysearch.org
    http://www.newfamilysearh.org
    http://www.maosqueajudam.org.br
    http://www.byu.edu
    http://www.youth.org

    Derby

  8. segue aqui oe meial que envie para o Estado de São Paulo, pois como membros da igreja fizemos convênio de defender a verdade , e não podemos deixar somente e nos acostumar com isso:
    Caros ,
    Venho por meio desta informar que o SR. Luis Fernando Verissimo, colunista desse jornal tão conceituado e um homem inteligente dentro da a´rea dele, poderia pelo menos pesquisar sobre algo tão importante como a política americana e a religião dos “mórmons” antes de publicar uma coluna nesse jornal.
    Ele faz afirmações erronêas e mostra que nem se quer buscou saber mais do assunto , simplesmente deu sua opinião no mínimo pobre, já que a maioria das pessoas que lêem jornal ainda tem um pouco de discernimento das coisas.

    Creio eu que é por essas e outras que o jornalismo no Brasil anda tão desacreditado, por permitir que “formadores de opinião” como esse senhor possa escrever tais coisas sem o menos estudar os últimos acontecimentos no mundo tanto na política e em outros aspectos.Estudar primeiro e escrever depois, isso aprendemos no ínicio de nossas vidas escolares. Vale lembrar ele disso. email do estado: portal@grupoestado.com.br

  9. Thaynah Milena

    Pois é, mais uma vez algum desinformado falando que um mormon pode ter várias esposas…bom, dessa vez se trata do candidato à presidência dos Estados Unidos, o Sr. Mitt Romney, que é membro de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Ultimos Dias (a igreja que sou membro com MUITO orgulho) e não, nós NÃO somos polígamos. Me espanta o fato de ser tão fácil um renomado jornalista como o Sr. Veríssimo escrever algo mentiroso num jornal igualmente renomado como o jornal O Globo. Infelizmente, nos meios de comunicação, hoje em dia, ficou bem fácil difundir mentiras por aí!

  10. Julien Cavalheiro e Artur Cavalheiro

    Sobre o Senhor Luis Fernando Verissimo, mandamos para os emails do estadao as seguintes respostas>
    Senhor Luis Fernando Verissimo recentemente lemos o seu artigo com referencia ao candidato Mitt Romney e é triste de ler um artigo como este e mais triste é se descobrirmos que o Senhor passou 4 anos em uma faculdade de jornalismo e ainda ter o atributo mais importante do jornalismo que é a imparcialidade.

    Primeiramente sobre a tal mencionada poligamia em 6 de outubro de 1890 o presidente Wilford Woodruff o quarto profeta da igreja proibiu e aboliu qualquer coisa que envolva atos de poligamia ,sendo assim a igreja nao mais aprova ou pratica poligamia ja que nos vivemos as leis de Deus em concordancia com as leis do pais em que vivemos e isso foi a mais de 100 anos o que explica que o candidato a presidencia so tem uma mulher. Com tudo, existe poligamista ainda hoje que sao decendentes da igreja e por serem decendentes nao tem qualquer filiacao sobre a igreja de jesus cristo dos santos dos ultimos dias tbem conhecidos como Mormons.

    Segundo com a sua comparacao entre mormons e religioes de pessoas que cometem barbarides,vandalismos..controle de poder e atos terroristas é um tanto absurdo como voce compara a real historia da igreja onde pessoas que acreditam em Cristo agem com humildade e amor ao próximo , a igreja atualmente tem diversos programas como fundo perpétuo de educacao que ajuda estudantes a adquirirem a faculdade e poder bancar,sistemas como bem star ajuda humanitaria para o mundo todo,entre e tbem os maos que ajudam que reformam escolas,fazem visitas a azilos e diversas outras atividades humanitarias tudo voluntariado e isso nos tempos atuais,…obervando a historia da igreja ate mesmo do presidente atual da igreja Joseph Smith esse jovem que morreu aos 33 anos levou seus fiéis de Nova York para Kirland Ohio e de lá para o estado de Missouri depois eles foram expulsos para o estado de Illinois e depois para o estado de Utah onde foi criada a cidade de Salt Lake e durante esse período os menbros da igreja foram perceguidos assassinados e torturados e expulsos de cada uma dessas cidades as vezes em uma condicao impropria de sobrevivencia como no meio de um inverno e o proprio Joseph Smith foi preso mais de 9 vezes e foi pixado (aquele preto que gruda e dói) perdeu 5 dos onze filhos e terminou sendo assassinado por aqueles que o perceguiam.

    Entao levando em consideracao todos esses fatos que podem ser encontrados no proprio site da igreja http://www.lds.org.br podemos chegar a conclusao que nao houve uma pesquisa adequada e que a realidade é que um presidente mormon que segue os padroes morais e de honestidade que a igreja prega seria um homem perfeito para a presidencia de um Pais pois mesmo que voce acredite ou nao em inspiracoes revelacoes papa seja o que for…ele ainda assim agiria de acordo com os principios morais que a igreja prega e um homem que tenha moral e honestidade dentro da politica é coisa rara…que esta em falta ate mesmo aqui no Brasil temos que admitir.

    Portanto eu peco que da proxima vez que uma pessoa que aparenta ter mais de 20 anos de experiencia na área de jornalismo possa voltar a fazer pesquisas profundas daquilo que vai escrever e procura a imparcialidade do que fazer comentarios vulgares agressivos ,e nao fundamentados.

    Gratos
    Julien Cavalheir e Artur Cavalheiro!

  11. A questão q vejo é simples……se estudarmos um pouco vamos ver a preocupação deles…..os USA SEMPRE foram um estado laico,em q a Religião sempre foi separada do Estado…….quando Joseph Smith(profeta e líder SUD) foi candidato a presidencia dos USA TAMBÉM havia essa preocupação de q Igreja e Estado poderiam se unir e isso ameaçaria a Soberania e paz da nação(como nos estados Totalitários em q o catolicismo junto com os Monarcas mandavam no País)acho q é muito mais uma preocupação política do q discriminar esta ou aquela religião,pois com certeza se o candidato fosse batista ou presbiteriano a preocupação seria a mesma,a menos é claro,se os presbiterianos e batistas são maioria no congresso americano………falei ?

    • cristina

      A nossa indignação não está na opinião dele sobre um candidato ser ou não ser religioso, o que nos incomoda são as informações errôneas a respeito de uma religião editada por um jornalista experiente e veiculada por um jornal que deveria ter a preocupação em se basear em fatos verídicos e não em fatos lendários.

  12. Daniel Antonio da Silva

    A partir de agora deixo de lado minha admiração FLV. Ele, assim como vários outros que já criticaram a igreja estão muito longe da verdade que acreditamos. Seria bom convida-lo para assistir as aulas da Escola Dominical e do Instituto de Religião. Tenho certeza de que sua conduta e opinião sobre a igreja mudará da noite para o dia.

  13. Na verdade a Igreja já está há mais de um ano fazendo uma campanha de esclarecimento junto ao povo americano, por já entender as criticas que certamente virão por conta de um “mórmon” disputando a Casa Branca. A nós , brasileiros cabe mostrar nosso exemplo, e ver o candidato como candidato, não apenas como membro da igreja, pois como tal, também está sujeito a imperfeições.O fato de ser membro da igreja, não significa que ele seja a melhor opção para Presidente da República. Eu , pessoalmente, não gostaria de ver um Republicano voltando ao poder nos EUA. Acredito que se isto acontecer, na atual conjuntura politica mundial, será um atraso. Não defendo a postura de LFV, mas também tenho direito a minha opinião politica.

  14. Gabriel Campos Duarte

    Ótimo posicionamento.

    Infelizmente já muitas publicações foram lançadas com desconfiança e desinformação que acabam chocando aqueles que não conhecem o que realmente é ser um Santo dos Último Dias mas, temos de estar sempre prontos para mostrar quem somos e o que queremos, apenas fazer um mundo melhor para todos. (E claro, voltar a presença de Deus com as nossas famílias!!!)

  15. As esquerdas buscam ressignificar aquilo que as pessoas veem com bons olhos de tal forma que moldam os conceitos antigos a ponto de se enquadrarem exatamente nos seus próprios objetivos de poder. Assim, redefinem a democracia até que possam enfiar ditadura goela abaixo do povo chamando a de “democracia” (socialista, popular, etc). O mesmo fazem agora com o Estado Laico, impondo uma conceituação de Estado Laico que nada tem a ver com laicismo, mas que fecha bem com o Estado Ateu. A marginalização da participação política por conta de denominações religiosas é um exemplo dessa lavagem cerebral: buscam convencer que para o Estado ser laico, os políticos tem que ser ateus.

    Há um artigo sobre isto no meu blog, se quiser dar uma olhada:
    http://direitasja.wordpress.com/2012/01/12/o-neo-ateismo-e-o-estado-laico/

  16. Triste, informações, suposições e imposições sobre a Igreja bastante contrárias, errôneas e desnecessárias… mas é necessário que alguém realmente fale a este Sr. que ele está errado, simplesmente ignorá-lo pode fazer com que a igreja tenha problemas quanto aos missionários por exemplo… imagina alguém que está recebendo palestras ou que está conhecendo a igreja, ou até mesmo que tenha amigos membros da igreja, que imagem que irá fazer do evangelho que pregamos!
    É preciso sim, informar aos leitores as regras que temos e o que vivemos verdadeiramente, para que não tenhamos desencontros de informações.
    Já com relação a opinião política dele, pouco me interessa, ainda mais que as eleições são americanas e não brasileiras… Temos tantos problemas em nosso país, quando se fala de política, tanta corrupção, então para que dar importância ao momento político americano?!!

  17. Renato Martins

    Muito bom Mauro. Normalmente gosto de debater e argumentar sobre assuntos de politica ou religião (principalmente contra a igreja). Mas quando o equivoco e absurdo não gosto de perder tempo. Mas talvez seja correto procurar o jornal e expressar essa opinão ao LFV ou de forma coletiva. Um abraço

  18. Denis Júnior

    Realmente lamentável. Não se deve, como disseram, julgar alguém simplesmente pela religião, pois o que importa é o caráter dela. Também, não me lembro de nenhum escândalo político relacionado com a igreja, já que ela tem um dos padrões de condutas mais altos e reconhecidos.
    Criticar os outros sem saber a verdade é muito fácil, pois não há verdades e nem argumentos que comprovem.
    Além disso, já tivemos muitos membros da nossa religião que participaram do ramo da política. Um exemplo disso é o Prefeito ou um deputado de Campinas, São Paulo, que está colocando para correr muitos corruptos.

    Na minha opinião, é um preconceito, pois precisamos saber direito do fato antes de sair falando, principalmente quando a reputação de alguém está em jogo. Fico muito admirado pela situação, pois muitos consideram LFV um escritor ”muito conceituado”. Mas será mesmo?

    Grande abraço! =D

  19. catoalberico

    Poligamia nem me parece uma má ideia, pra falar a verdade.

  20. Marcos

    Ele é instruído, porém, mal informado!

  21. Mônica Rocha

    Deve ser por isso que não é necessário diploma para exercer a profissão de jornalista. Vemos a todo instante pessoas como o sr. LFV, que despejam suas opiniões equivocadas e maldosas inundando de dúvidas a cabeça daqueles que não conhecem o assunto. Mórmons não são polígamos, são pessoas de bem, que procuram seguir da melhor maneira possível o exemplo de Jesus Cristo. E ,Sr. LFV, o que o Sr. trata com tanta leviandade e ironia, para nós, é sagrado e verdadeiro. Sou muito feliz e grata por ser MÓRMON!!!!!!!!!!!!!!

  22. O Luiz Fernando é um grande escritor e como mórmon não vi um afronte a igreja no âmbito de sua instituição e sim mais de cunho político do que religioso.
    Acho que por ter tido em sua história, há alguns anos a prática da poligamia, isso marca e tem conseqüências nos dias de hoje. A maioria das pessoas que desconhecem a igreja, vejo isso pela própria pregação, ainda acreditam que se pratica a poligamia. Claro que sabemos que não, porém a história manchou a reputação da igreja.
    sta repercussão só foi grande pelo fato de ter sido um escritor renomado e de grande talento, reconhecido internacionalmente que o escreveu, porém todos os dias ouço e vejo pessoas falando sobre isso. O fato da igreja não se pronunciar ao público e não ter um canal direto de difusão ajuda e muito a difusão destas “teorias” equivocadas.

    Mas lhes digo, isso foi apenas uma pessoa e no Brasil e no mundo todo são milhares quem sabe milhões de pessoas que pensam igualmente. O que devemos combater é a nossa própria ignorância. Em bater de frente com pessoas como Luiz Fernando Veríssimo apenas alimentamos uma vontade maior de retaliar a igreja.

    • cristina

      Irmão wildereck,
      penso que vc precisa estudar um pouco mais a respeito de alguns assuntos referentes a nossa religião, em momento nenhum a história da igreja foi manchada, pois ela sempre foi guiada por Deus, mesmo com relação a poligamia.
      Não pretendo aqui te fazer uma crítica, mas chamar sua atençao para alguns aspectos que muitas vezes desconhecemos. Por favor, não responda a esse meu comentário, pois ele geraria discussões que não vale a pena se feito assim, porém te sugiro estudar mais profundamente esse assunto.
      Um abraço

  23. Jorge Luiz Pereira de Oliveira

    Sou gaúcho e moro na cidade de Rio Pardo, e como sou assinante do jornal Zero Hora, fiquei muito chocado quando li a opinião do Sr L.F. Veríssimo a respeito de Mitt Romney, por ele ser “mórmon”. O Sr Veríssimo foi muito infeliz, para não dizer ignorante ao emitir esse tipo de opinião, pois os mórmons, membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias como são conhecidos não são polígamos, pelo contrário, tem uma só esposa e as respeitam, tem uma lei conhecida como Castidade, ou seja só tem relação sexual dentro dos laços do sagrado matrimônio. A poligamia foi abolida há mais de 100 anos, portanto esse “renomado” escritor e jornalista deveria pelo menos pesquisar a história antes de emitir esse tipo de opinião em um jornal tão conceituado quanto a Zero Hora. Espero que ele tenha a dignidade de se retratar quanto ao assunto, pois tenho certeza que assim como eu que sou membro fiel da igreja assino a zero hora, há milhares de outros membros Santos dos Últimos Dias que assim o fazem. Felizmente a Igreja é muito conceituada no mundo inteiro, e aqui no Brasil participa de vários programas sociais que ajudam todo o tipo de pessoa, independente de sua raça, credo ou cor. Somos instados a defender a verdade e a retidão, e eu estou fazendo a minha parte. Deus não se deixa escarnecer.

  24. Mauricio Camargo

    O LFV se retratou, vejam
    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,bombons-,824520,0.htm
    Maurício Camargo – Ala Tambaú/PB

  25. will.derek

    Por isso Luiz Fernando verissimo é o que é. Grande Escritor e Grande Personalidade. Parabéns.
    Acredito que cada um tem sua opinião e devemos respeitar sempre, independente de ser conttrária a nossa opinião. Eu respeito todas as suas opiniões e õ preciso ficar discutindo com ninguem. Se o que eu credito, julgo se o correto, o que os outros pensam pra mim não tem importância tão significativa a poto de ficar debatendo na itnernet.
    Fica a dica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s